MIDNIGHT FAMILY – Família da Meia-Noite (México, EUA, 2019 – Documentário) – Duração: 1h20

Data: quinta-feira, 19-09-19; Horário exibição: 20h

Debate com o cineasta e diretor do Olhar de Cinema, Antônio Jr.: 21h20

Local: Colégio Poty Lazzarotto – Centro.


Na quinta-feira dia 19-09-19 o CineFilosofia apresenta, dentro do quadro de atividades da Equipe Multidisciplinar do Colégio Poty Lazzarotto, o filme: Midnight Family (EUA, 2019) um documentário filmado na cidade do México pelo jovem cineasta norte-americano Luke Lorentzen. Estou em contato com os produtores dessa obra há meses e finalmente eles cederem uma cópia para exibição com exclusivas finalidades educativas. O doc acompanha a rotina de uma família mexicana que praticamente mora e trabalha dentro de uma ambulância na capital, Cidade do México.

 

SINOPSE 

Usando uma rádio policial para localizar emergências, a família Ochoa é responsável por operar uma ambulância própria de maneira independente, buscando e atendendo feridos na Cidade do México. Enquanto fazem o melhor que podem para que ninguém fique sem cuidados médicos, eles também precisam lutar contra as dificuldades financeiras que mostram-se agravantes.

(fonte da Sinopse: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-260828/)

 

TEMAS & DEBATES

Os temas do documentário englobam emprego, cidadania, políticas neoliberais e eventualmente educação. Algumas das características que podemos destacar previamente implicam dois tipos de observações: primeiro as informações que o próprio filme fornece sobre o sistema de atendimento das ambulâncias no México, onde uma ambulância privada ao chegar no local de um acidente só pode socorrer a vítima, ou iniciar qualquer atendimento paliativo, depois que se constatou que não há disponibilidade de uma ambulância gratuita/estatal por perto;

 

 

em segundo lugar podemos apontar a política neoliberal e a cartilha do FMI seguida no país por sucessivos governos privatistas, que implantou uma receita de atuação estatal bastante reduzida: há apenas 45 ambulâncias do Estado para atender uma cidade com mais de 9 milhões de habitantes.

 

Essa espécie de “uberização” do serviço reflete-se numa acirrada disputa de mercado e faz, com a saúde das pessoas, uma demonstração empírica do livre-mercado e do darwinismo capitalista. Ressalto que essas são reflexões minhas a partir da retórica do filme que, por si mesmo, propõe uma atitude de observação e não se pretende ideológica, caricaturalmente falando.

 

Efetivamente posso afirmar – sem filtro ideológico – que o filme mostra que as pessoas adquirem ambulâncias para prestar serviço privado de atendimento emergencial nos acidentes que ocorrem na cidade. Cobram um preço para isso e fazem desse trabalho seu meio de sobrevivência, como vemos acontecer no Brasil, por exemplo, com a onda de aplicativos de transporte (úteis, diga-se de passagem), que transformaram-se em fonte de renda – as vezes única – de milhares de brasileiros.

 

 

Após a exibição teremos uma fala do cineasta Antônio Jr., Diretor do excelente Festival Internacional Olhar de Cinema com a intenção de mediar uma reflexão sobre o filme (conteúdo e forma) e uma troca de ideias com os participantes. Previsão desse debate: 25 minutos

 

Essa é uma atividade de formação voltada à comunidade escolar, no âmbito das iniciativas multidisciplinares do Plano Escolar, porém, a comunidade externa e os interessados em assistir ao filme, colaborar com o debate, ideias, conhecer o trabalho desenvolvido no EJA, devem entrar em contato com a direção do Poty para verificar possibilidade de entrada, mediante identificação com documento oficial, na escola. Sujeita à lotação da sala, prioritária para alunos. 

 

Recomendo vivamente essa obra, necessária para pensarmos as condições de vida que estão no porvir brasileiro com o neo-fundamentalismo de livre-mercado.

 

 

Inscreva-se


Fique por dentro das novidades!